Faça sua Pesquisa

Carregando...

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Governo anuncia ajustes nos benefícios trabalhistas e previdenciários

Expectativa é de que impacto global das novas regras gerem uma redução de cerca de R$ 18 bilhões por ano

O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, anunciou nesta segunda-feira (29) medidas para garantir o equilíbrio fiscal do governo nos próximos anos e atrair investimentos para a retomada do crescimento econômico. A meta é elevar o superávit primário brasileiro, estimado em R$ 10 bilhões em 2014, para R$ 66 bilhões em 2015.
As medidas alteram as regras de pagamento do Abono Salarial, Seguro-Desemprego, Pensão por Morte, Auxílio Doença e o chamado Seguro-Defeso, pago a pescadores profissionais. As mudanças visam adaptar as políticas do Fundo de Amparo do Trabalhador (FAT) e da Previdência à nova realidade do mercado de trabalho brasileiro, permitindo a manutenção dos direitos dos trabalhadores e de políticas sociais.
“Estamos preservando todos os direitos sociais, trabalhistas e previdenciários. Todas as mudanças respeitam integralmente todos os benefícios que já estão sendo pagos. Não há alteração para trás”, afirmou Mercadante.
De acordo com o ministro, o foco principal das medidas são as mudanças relacionadas ao primeiro emprego. Confira, abaixo, as principais mudanças nos benefícios.
 Abono Salarial
Hoje o abono é pago ao trabalhador que recebeu até dois salários mínimos e trabalhou pelo menos 30 dias no ano base. No atual modelo, o benefício trata de forma igual quem trabalha um mês ou um ano. O prazo de carência será elevado para seis meses e o valor pago será proporcional ao tempo trabalhado no ano.
 Seguro-Desemprego
O período de carência para recorrer ao seguro pela primeira vez será elevado de seis meses para 18 meses de trabalho, 12 meses na segunda solicitação e seis meses na terceira. O objetivo é preservar o benefício para os que mais precisam, corrigindo as regras que beneficiavam mais os trabalhadores que acessavam o benefício pela primeira vez.
 Pensão por Morte
As regras passam a exigir tempo mínimo de dois anos de casamento ou união estável para ter direito ao benefício. Também será de dois anos o tempo de concessão mínimo para a concessão da pensão. Além disso, a pensão para o cônjuge/companheiro não será mais vitalícia em todos os casos. A duração do pagamento do benefício irá variar, favorecendo pensionistas de maior idade.
 Auxílio-Doença
Hoje garantido a segurados afastados por mais de 15 dias por doença ou acidente, o benefício passará a ser pago a quem se afastar por mais de 30 dias.
 Seguro-Defeso
 O governo passa a exigir três anos de habilitação no Registro Geral de Atividade Pesqueira (RGP) para o pagamento do seguro. A contribuição previdenciária deverá ser comprovada com base em documentos fiscais de venda do pescado para empresas ou comprovante do recolhimento fiscal em caso de venda para pessoas físicas nos últimos doze meses ou no período entre defesos, o que for menor. Também será vedado o acúmulo de pagamento de defesos distintos no mesmo ano. 
As alterações não se aplicam aos atuais beneficiários. As medidas provisórias contendo as mudanças serão publicadas no Diário Oficial desta terça-feira (31).
Fonte:  Portal Brasil.

JOVENS OROBOENSES SOLIDÁRIOS SOB O LEMA: NATAL A GENTE VIVE, A GENTE FAZ!


Um grupo de amigos e primos tiveram uma ação digna de destaque neste final de ano, ao contribuir e alegrar a vida de cerca de 30 famílias carentes da zona rural de Orobó, com roupas, e cestas básicas.

Em nome de todo o grupo, o jovem Thomás Brito proferiu a seguinte declaração:

 
"ERA MUITO COMOVENTE A REAÇÃO DAS PESSOAS QUANDO ENTREGÁVAMOS A FEIRA E AS ROUPAS. PARECIA QUE ELAS NÃO ESTAVAM ACREDITANDO. E AO SE EMOCIONAR, ELAS CONSEQUENTEMENTE NOS EMOCIONAVAM TAMBÉM. É MUITO GRATIFICANTE SABER QUE MESMO COM POUCO, NÓS PUDEMOS CONTRIBUIR NESTE FINAL DE ANO NA VIDA DESSAS FAMÍLIAS. E PRÓXIMO ANO SE DEUS QUISER VAMOS NOS ORGANIZAR PARA PROMOVER A MESMA AÇÃO E ATINGIR UM NÚMERO AINDA MAIOR DE FAMÍLIAS QUE TANTO PRECISAM”.
 
Responsáveis:
 
Thomás Brito
 
João Antônio Brito
 
Bráulio Brito
 
Allan Berg
 
Emilio Oliveira
 
Caio César
 
Cássio CJ Pneus
 
Murilo Henrique
 
Mariano Aguiar
 
Bruno de Zé do Cheque











Fonte: Blog Edinho Soares

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Fotografia bate recorde mundial ao ser vendida por R$ 16,2 milhões

Reprodução/www.lik.com
O fotógrafo de arte australiano Peter Lik bateu recorde mundial ao vender uma foto sua pelo valor de cerca de R$ 16,2 milhões

A imagem, batizada de "Phantom" (Fantasma), foi feita em um dos locais preferidos de Lik, o Antelope Canyon, no Arizona (EUA). 

Ao centro da imagem em preto e branco, chama atenção uma figura parecida com a de um fantasma

"O propósito de todas as minhas fotos é capturar o poder da natureza e fazer de um jeito que inspire as pessoas a se sentirem apaixonadas e conectadas às imagens", disse Lik, de acordo com o site da ABC da Austrália.
O comprador preferiu não ser identificado por questão de segurança. 

Agora, Lik tem quatro entre as 20 fotos mais caras de todos os tempos. Nascido em Melbourne (Austrália) de pais imigrantes tchecos, ele começou a fotografar a natureza quando ainda era criança. Aos 8 anos, ele ganhou dos pais uma câmera, que se tornou o seu primeiro "instrumento de trabalho".
Peter Lik comemora a marca no Twitter/Reprodução
Outras fotos de Lik:
Reprodução/Twitter
Fonte: page not found
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...